PRF nega rumores sobre indicativo de nova greve de caminhoneiros

Possibilidade surgiu após convocação feita pela União dos Caminhoneiros do Brasil (UDC). Entenda

A Polícia Rodoviária Federal negou na tarde desta segunda-feira (3/9) os rumores quanto ao indicativo de paralisação de caminhoneiros no Brasil, conforme vem sendo especulado. “A PRF está em constante monitoramento e, se houver informações relevantes sobre o assunto, informaremos de imediato a todos”, garante a corporação, em nota.

A possibilidade de greve da categoria surgiu após uma convocação feita pela União dos Caminhoneiros do Brasil (UDC). O chamamento, entretanto, não foi reconhecido por outras entidades representativas dos caminhoneiros, como a Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) e sindicatos de diversas regiões do País.

Em meio aos rumores, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou que vai ajustar a tabela de preços mínimos de frete devido à alta recente de 13% no preço do diesel nas refinarias.

O tabelamento do frete rodoviário foi um dos pedidos dos caminhoneiros atendidos pelo governo Michel Temer para por fim, no mês de maio, à paralisação da categoria que durou mais de 10 dias e causou crise de abastecimento no País.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.