Presos vão confeccionar mais de 15 mil máscaras em Goiás

No último mês, sistema prisional goiano entregou duas remessas de Equipamentos de Proteção Individual aos servidores da segurança pública

Fabricação de máscaras por detentos para a Polícia Técnico-Científica (Foto: Ascom)

Policiais civis, peritos criminais, médicos-legistas e todos os servidores que atuam na Superintendência de Polícia Técnico-Científica (STPC) de Goiás receberam 3,6 mil máscaras de proteção confeccionadas por presos. Nesta segunda-feira, 27,, o superintendente, Marcos Egberto, esteve na Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) para receber o material.

Essa é a segunda remessa de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) recebida pela STPC neste mês de abril.

Todo o material usado na fabricação (tecidos, linhas, elástico e agulhas) foi adquirido pela Polícia Técnico-Científica e a expectativa é de que outras 15 mil máscaras sejam entregues à Superintendência nas próximas semanas.

“Nossos servidores estão conscientes da necessidade de usarem corretamente os EPIs para se manterem protegidos. E, logo nesse momento em que aumentou a demanda interna por mais máscaras e jalecos descartáveis, esses produtos sumiram do mercado. Precisávamos muito de ajuda e essa ajuda veio do Goiás de Resultados e da DGAP”, afirmou o superintendente da Polícia Técnico-Científica.

A DGAP providenciou a mão-de-obra carcerária para a fabricação e, no último dia 13, mais de 200 jalecos foram entregues à STPC para o uso dos servidores do Instituto Médico Legal (IML).

Oportunidade de ressocialização

Todos os materiais entregues à Polícia Técnico-Científica estão sendo confeccionadas por 15 detentos no Polo Industrial do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. Segundo a DGAP, a capacidade de produção é de até 600 máscaras por dia.

Os presos envolvidos na produção recebem remuneração e a possibilidade de remissão de pena, de acordo com a Lei de Execução Penal (LEP). Ou seja, três dias de trabalho reduz um dia de cárcere.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.