Presos do semi-aberto cobrem tornozeleiras com papel alumínio para cometer crimes

Segundo polícia, reeducandos monitorados praticavam assaltos e tráfico de drogas, além de frequentar locais não autorizados pela Justiça

Presos pela Polícia Civil em operação na cidade de Itumbiara | Divulgação/PC

Presos pela Polícia Civil em operação na cidade de Itumbiara | Divulgação/PC

Uma operação conjunta deflagrada na madrugada desta quarta-feira (25) prendeu 15 detentos do regime semi-aberto e aberto em Itumbiara, Região Sul do estado. Todos os detidos são monitorados por tornozeleiras eletrônicas.

De acordo com as investigações, reeducandos estariam cobrindo as tornozeleiras com papel alumínio laminado e alumínio de marmitex ou ainda aparelho portátil tipo jammer, que visam iludir o monitoramento pela supressão temporária do sinal.

Durante a ação policial os homens foram detidos simultaneamente em vários bairros da cidade. Um deles foi flagrado com papel alumínio em casa, ao lado da cama dele.

Segundo o delegado regional Ricardo Chueire, reeducandos têm sido flagrados praticando assaltos e tráfico de drogas. Ao mesmo tempo, a Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (SEAP) passou a constatar violação de locais não autorizados em dias e horários pré-estabelecidos.

A SEAP conseguiu constatar todas as violações e informou a Vara de Execuções Penais da cidade. Após parecer do Ministério Público de Goiás (MPGO) o Poder Judiciário promoveu a regressão do regime e expediu mandados de prisão em desfavor dos 15 reeducandos.

Com informações da PC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.