Presos da Ucrânia com experiência militar serão libertados para lutar contra a Rússia

Anúncio foi feito por Zelenski, por meio de uma nova mensagem de vídeo, em que ainda se dirigiu a toda a população, falando sobre a luta para garantir a soberania

Detentos que estão em presídios da Ucrânia e que possuam experiência militar serão libertados para defender o o país contra os soldados russos. A medida foi anunciada pelo presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski, nesta segunda-feira, 28. A ideia é que os presos se juntem à luta contra as forças da Rússia, que lançam ofensiva contra o país desde a semana passada.

O anúncio foi feito por Zelenski, por meio de uma nova mensagem de vídeo, em que ainda se dirigiu a toda a população, falando sobre a luta para garantir a soberania e a integridade do país. “Quando me candidatei a presidente, disse que cada um de nós é nosso presidente. Porque todos somos responsáveis pelo nosso Estado, por nossa linda Ucrânia. E, agora, cada um de nós se tornou um combatente”, garantiu.

“Todos que puderem se unir na luta contra os invasores devem fazê-lo. A decisão não foi fácil do ponto de vista moral, mas útil do ponto de vista da nossa proteção. Sob a lei marcial, os participantes em conflitos, ucranianos com experiência real de combate, serão ex-presos e poderão se redimir de suas condenações nos lugares mais perigosos da guerra. A chave, agora, é a defesa”, afirmou o chefe de Estado.

Negociações
Comitivas da Ucrânia e da Rússia devem se encontrar nesta segunda-feira (28) para negociar a possibilidade de uma interrupção das agressões russas.

É a primeira vez que representantes dos dois países se reúnem desde o começo da invasão, no dia 24 de fevereiro.

A delegação ucraniana chegou à fronteira do país com a Belarus para negociar com representantes russos, afirmou o gabinete da presidência da Ucrânia.

Para os ucranianos, os principais objetivos da negociação são um cessar-fogo imediato e uma saída das tropas russas que invadiram seu país.

Uma resposta para “Presos da Ucrânia com experiência militar serão libertados para lutar contra a Rússia”

  1. Avatar Francisco Nazareth Glanzmann disse:

    Correto, uma oportunidade de se redimir e salvar a Nação da Ucrânia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.