Preso na Papuda, líder da máfia dos concursos presta depoimento em Goiânia

Condenado por fraudar concurso do Corpo de Bombeiros DF, Hélio Ortiz é réu no processo que investiga fraudes no certame de delegado da Polícia Civil de Goiás

Hélio Ortiz: apontado, pela polícia, como rei da Máfia dos Concursos

Condenado a nove anos em regime fechado por fraudar o concurso público do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal e da Terracap, Hélio Ortiz, conhecido por liderar a máfia dos concursos, irá depor à Justiça de Goiânia na quinta-feira, 14. Ele deixará o Centro de Detenção Provisória da Papuda, onde cumpre pena, na quarta-feira, 13.

Ortiz é réu no processo de que investiga a violação do concurso público para o cargo de delegado da Polícia Civil de Goiás. Ele será encaminhado à Goiânia onde prestará esclarecimentos sobre o caso.

As investigações tiveram início ainda no ano de 2017, logo após o concurso para o Corpo de Bombeiros. Um ano depois, quatro pessoas foram condenadas e apontadas como as principais lideranças da máfia. Dentre eles, Hélio Ortiz e seu filho, Bruno Ortiz, condenados a nove anos de reclusão. Todos os quatro envolvidos também foram intimados a pagar R$ 1 milhão por danos morais coletivos.

Em fevereiro deste ano, a Justiça condenou cinco pessoas que integravam a máfia dos concursos pelos crimes de organização criminosa e fraude a certame de interesse público. As investigações apontaram que os envolvidos adulteravam os exames e captavam clientes em busca da negociação das vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.