Preso advogado suspeito de decapitar cinco cachorros para ameaçar madrasta

Disputa por herança seria motivação dos crimes. Acusado negou a morte da cadela e dos quatro filhotes da raça Burriler, mas áudios enviados por ele via WhatsApp revelaram a autoria. Suspeito foi localizado em Formosa

O advogado suspeito de decapitar cinco cachorros para ameaçar a madrasta em um disputa por herança foi preso nesta quarta-feira, 17. O suspeito, de 30 anos, foi localizado em Formosa, mesma cidade onde os crime ocorreram em março deste ano, durante um operação da Polícia Civil.

As Polícia Civil do Estado de Goiás e do Estado do Paraná cumpriram mandados de busca e apreensão na zona rural da cidade de Formosa e em Curitiba. Nos imóveis do advogado, foram localizadas sete armas de fogo e centenas de munições, sendo uma de uso restrito, o que ensejou na prisão do investigado. Além disso, o celular do suspeito foi aprendido.

O advogado era o principal suspeito desde o início das investigações sobre o crime, mas negava as acusações. Áudios enviados por ele via WhatsApp, no entanto, revelaram a autoria.

Além do investigado, o casal de caseiros foi conduzido para delegacia da cidade para prestar esclarecimentos. A apuração será feita pela Polícia Civil. O autor dos crimes vai responder por maus-tratos a cachorro com resultado morte e furto, cuja pena é dois a cinco anos de prisão. Mas, em caso de condenação, a continuidade delitiva pode agravar a penalidade. O crime teve repercussão nacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.