Audiências e visitas presenciais foram suspensas e complexos prisionais tomaram medidas básicas de segurança e testagem

Foto: Reprodução.

De acordo com a Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP), pelo menos 156 detentos e 85 servidores estão com Covid-19 nos presídios de Goiás. Dos detentos que testaram positivo, dois deles estão internados e passando por acompanhamento hospitalar.

O gerente de segurança e monitoramento da DGAP, Alex Aparecido Galdioli, disse que os dois presos internados estão com quadro de saúde estável e ainda não houve mortes nos complexos prisionais do Estado.

Duas alas do complexo prisional de Aparecida foram separadas para quarentena. Além disso, os complexos são higienizados regularmente e as viaturas passam por desinfecção sempre que conduz alguém com alguma suspeita de contaminação.

Outra medida de segurança foi a suspensão de visitas e de audiências presenciais com advogados.

Galdioli informou que se algum preso estiver com sintomas, ele é encaminhado para uma unidade de saúde imediatamente.