Presidente do TRE diz que aglomeração em local de votação foi caso isolado

“Eleições mais tranquilas da história de Goiás”, diz Leandro Crispim sobre 1º Turno

Presidente do TRE, Leandro Crispim | Foto: Reprodução

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO), Leandro Crispim, destacou que, segundo informações dos profissionais que atuam no tribunal, o 1º Turno das eleições 2020 foram as mais tranquilas da história de Goiás.

Segundo Crispim, em todo o Estado apenas sete pessoas foram presas neste dia de votação. “A maioria por conta da prática de boca de urna, mas também foram registradas brigas entre eleitores”, afirmou.

O presidente do TRE informou ainda que não foram relatados problemas relacionados ao cumprimento dos protocolos sanitários para prevenção da disseminação da Covid-19. Revelou ainda que, “o quantitativo de substituição de urnas foi insignificante”, disse.

PUC Goiás | Foto: Lívia Barbosa/ Jornal Opção

Sobre os relatos de aglomerações nos locais de votação, Leandro Crispim argumentou que das 2667 seções, somente a PUC do Setor Universitário enfrentou o problema. “Aconteceu pontualmente na PUC do Setor Universitário e a situação foi contornada. Ficou acertado que não acontecerá isso no 2º turno”, adiantou.

O presidente também esclareceu que algumas junções de seções foram feitas e isso ocasionou o aumento no número de eleitores. O horário prioritário também foi citado por Crispim como um fator que pode ter influenciado na aglomeração registrada na capital.

O presidente frisou que Goiás teve que ceder mais de duas mil urnas para o estado de São Paulo. “Isso de certa forma contribuiu para a aglomeração no Setor Universitário. Mas faremos todos os esforços para que isso não aconteça mais”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.