Presidente do Sintego diz que comunidade escolar será pega de surpresa na volta às aulas

Comissão irá acompanhar reordenamento da rede estadual e fechamento de escolas

Foto: Reprodução

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Estado de Goiás (Sintego), Bia Lima, falou ao Jornal Opção sobre o projeto da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) de reordenamento da rede estadual.

“Nós estivemos em audiência com a secretária de Educação, Fátima Gavioli, e propomos a criação de uma comissão para acompanhar cada situação”, disse a presidente do Sintego.

Para Bia Lima, a proposta de reordenamento é necessária para que os professores e administrativos possam receber reajustes. Porém, pontua a necessidade de acompanhamento de cada uma das situações, para garantir o interesse dos servidores e comunidade escolar.

“A secretária acatou nossa sugestão e será criada uma comissão para avaliarmos todas as propostas e seus impactos. Mas entendemos que existem situações e situações”, explicou Bia.

 “Defendemos o pagamento do piso e a realização de concurso público que atenda à necessidade real da rede em Goiás. Isso foi repassado à secretária que se comprometeu a debater esses temas”, explicou a presidente do sindicato.

Segundo Bia de Lima, muitos pais e alunos serão pegos de surpresa na volta às aulas por conta do remanejamento de alunos para outras unidades escolares. “Muitos ainda serão avisados a partir de segunda-feira, 21”, finalizou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jeovana

Isso é uma falta de respeito.R o pior que não nomearam os Coordenadores Regionais para que façam como eles querem.Nao temos acesso a informações e podemos questionar. Tudo é como a secretária decidi.Nao vê a realidade de cada escola.