Professor Alcides havia se mostrado insatisfeito com interferências no interior. Adriano do Baldy afirma que bancada vai para a base do Governo do Estado aos poucos

Vanderlan Cardoso, Alexandre Baldy, Professor Alcides, Adriano do Baldy e Coronel Adailton | Foto: Divulgação

Lideranças do Progressistas se reuniram nesta quarta-feira, 27, na casa do presidente estadual do partido, Alexandre Baldy, em Brasília, para limar arestas. O deputado federal Professor Alcides tem demonstrado insatisfação sobretudo em relação à interferência nas bases políticas no interior do Estado.

O parlamentar afirma, no entanto, que o encontro da bancada do partido foi produtivo, já que Baldy se comprometeu em acertar os pontos das “bases que foram invadidas”, sem dar maiores detalhes. Ele reafirmou a tendência a permanecer no partido, afastando rumores de que as insatisfações poderiam levá-lo a se afastar da legenda.

A aproximação do PP ao governo do Estado também traz insatisfação a Alcides, que vê ingerência do presidente em detrimento dos deputados. “Acredito que daqui por diante não haverá grandes problemas”, diz.

O deputado federal Adriano Avelar também vê aproximação do PP com o governo Caiado (DEM), consolidada com a nomeação de Adriano Baldy na Secretaria Estadual de Cultura, com certa reticência. Ele diz que o presidente do partido tem a prerrogativa de conversar com todos os campos, em busca de um relacionamento saudável.

“Não vamos para a base com tudo, vamos trabalhar em Brasília para ajudar o Estado para continuar no caminho do desenvolvimento”,  diz.