Presidente do IPSM, Silvio Fernandes nega responder se irá assumir vaga de vereador

Primeiro suplente, Silvio diz que ainda não foi notificado oficialmente

Presidente do IPSM, Silvio Fernandes | Foto: Reprodução

Depois que o vereador Cabo Senna (PRP) pediu licença do mandato por 125 dias para tratar de questões de saúde, há uma expectativa para saber se o primeiro suplente — e também presidente do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais (IPSM) — Silvio Fernandes irá assumir a vaga.

Nos bastidores, o comentário é de que o auxiliar teme tomar posse na Câmara diante da crise que foi instalada depois que vereadores decidiram arquivar o projeto de reforma da Previdência municipal. Silvio também causou mal-estar por causa das declarações em que acusou, via imprensa, os vereadores de agirem pautados por interesses escusos, além de mencionar a existência de uma “caixa-preta” envolvendo a previdência do Legislativo municipal.

Procurado pelo Jornal Opçaõ, Silvio Fernandes disse que ainda não foi notificado oficialmente pela Câmara Municipal de Goiânia e que, portanto, não se pronunciaria sobre o assunto.

Depois de ser notificado, o presidente do IPSM terá 10 dias úteis para tomar posse ou comunicar desistência.

Deixe um comentário