Presidente da Funai é exonerado do cargo

Ele foi informado da decisão pela ministra Damares, nesta terça, 11, e exoneração deve ser publicada no DOE na quarta, 12

Foto: Divulgação

O presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), que ocupava o cargo há cinco meses, general Franklimberg Ribeiro de Freitas, foi informado de sua exoneração na tarde desta terça-feira, 11, pela ministra da Mulher e dos Direitos Humanos, Damares. A publicação de sua saída deve ser publicada no Diário Oficial da União (DOE) na quarta-feira, 12.

Foi o próprio Franklimberg que antecipou a informação ao jornal O Estado de São Paulo. À reportagem ele disse: “A realidade é que, infelizmente, assessores do presidente da República que pensam quem conhecem a vida e a realidade dos povos indígenas têm assessorado muito mal o presidente da República”.

Quanto a assessores, o presidente exonerado se refere ao secretário de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura (Mapa), Luiz Antonio Nabhan Garcia, que o estaria pressionando em prol de interesses ruralistas.

De acordo com o general, a Funai ainda é alvo, portanto, de interesses que pouco têm a ver com a causa indígenas. Nabhan é o principal articulador das mudanças na demarcação de terras indígenas e licenciamento ambiental nessas áreas. Seu interesse era de que a Funai ficasse sob controle da Mapa, o que não ocorreu, já que ela voltou ao Ministério da Justiça e da Segurança Pública.

Ainda segundo o que contou Franklimberg ao Estadão, na quinta-feira, 13, quando a Funai volta à pasta de Sérgio Moro, ele já não estará ocupando a presidência da fundação. A seu ver, “há vetores externos sobre a Funai que, em seu histórico, sempre estão prevalecendo sobre as políticas indígenas”.

Ele reforça que não fez nada de errado e que procurou cumprir com todas as missões institucionais e com as políticas do Governo. Para o general, hoje, o futuro da Funai é incerto e o amanhã, indefinido.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.