Presidente da Fecomércio mostra indignação à possibilidade de prorrogação do fechamento do comércio

A previsão é que as atividades não essenciais se mantenham paradas por mais sete dias

Frame do vídeo que contém posicionamento do presidente da Fecomércio. | Foto: Captura de tela/ assessoria da Fecomércio

Ao saber da possibilidade de prorrogação do fechamento do comércio por mais sete dias, presidente da Fecomércio se posiciona e ressalta indignação. Desde o início da manhã deste sábado, 18 prefeitos da região metropolitana de Goiânia discutem qual a melhor medida a ser implementada para um eficaz combate do novo coronavírus.

O presidente da Fecomércio diz que, apesar de estarem determinados a seguirem com o que for decidido, considera a situação absurda. “A grande maioria dos prefeitos opinaram em prol do fechamento do transporte coletivo, mas ainda não se tem certeza se vai parar ou não. Em nome da Federação do Comércio, aceitamos o fechamento do comércio por mais sete dias com indignação”, complementa.

Paralisação

Na tarde da última sexta-feira, em reunião com o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), Marcelo Baiocchi já havia pedido pela reabertura do comércio e pela paralisação do transporte coletivo como pedida para conter aglomerações. Como resposta, o Ministério Público de Contas enviou à Prefeitura, na manhã deste sábado, 06, recomendação para que a paralisação do transporte não ocorra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.