Presidente da CCJ diz que Refis gera política de descaso com pagamento de dívidas

Sabrina Garcêz (PMB) negou que vereadores estejam realizando manobras para barrar votação do projeto

Vereadora Sabrina Garcêz, em entrevista ao Jornal Opção | Foto: Fernando Leite

A vereadora Sabrina Garcêz (PMB), presidente da Comissão da Constituição, Redação e Justiça (CCJ) afirmou que o Refis “gera uma politica de descaso com o pagamento das dívidas”. “Pedimos ao prefeito para romper com essa cultura do endividamento e não pagamento dos impostos. Agora cabe a ele acatar ou não”, disse em entrevista ao Jornal Opção.

De acordo com a vereadora, a ideia é que o projeto beneficie as pessoas que mais precisam. “Nós fizemos uma emenda que diz que quem participar de um Refis deve ficar 5 anos sem participar de outro”, explicou, justificando que, assim, é possível beneficiar o cidadão que paga seus impostos em dia.

Ao ser questionada sobre a declaração do vereador Clécio Alves, líder do PMDB, que indicou que estaria acontecendo tentativa dos vereadores de oposição e da CCJ para atrasar o projeto, a presidente da Comissão negou. “O trâmite do projeto esta normal dentro da CCJ e da Casa”, falou.

Enquanto isso, o vereador Wellington Peixoto (PMDB), afirmou que existe sim a tentativa e criticou a atitude. “Ao enrolar esse projeto atrapalha a cidade”, declarou.

Segundo o peemedebista, o projeto não protege os grandes devedores, principalmente por causa da emenda citada por Sabrina. “Vejo que a emenda coíbe esse vicio de não querer pagar em dia os impostos. Daqui pra frente não terá mais esse vício”, justificou.

 

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.