Anselmo Pereira alegou que solicitação do suplente, que ocupa o cargo há 16 dias, não procede. Álvaro alega que compromisso pessoal foi marcado antes de ele assumir

Anselmo Pereira afirma que não é "Cristo" e que Assembleia precisa respeitar Câmara de Goiânia | Foto: Alberto Maia/Câmara de Goiânia
“Quero uma diligência sobre o assunto antes de colocá-lo em votação”, afirmou Anselmo | Foto: Alberto Maia/Câmara de Goiânia

O presidente da Câmara dos Vereadores, Anselmo Pereira (PSDB), se recusou a colocar o pedido de licença de Álvaro da Universo (PSC) em votação na pauta da sessão desta quarta-feira (19/8). Álvaro é suplente de Dr. Bernardo do Cais e ocupa o cargo há apenas 16 dias. Com sua saída, assumiria o segundo suplente do PSC, Cleber Dias.

[relacionadas artigos=”43059″]

Em entrevista ao Jornal Opção Online, Álvaro explicou que tinha uma viagem pessoal marcada desde antes de saber que ocuparia a vaga deixada por Dr. Bernardo, que entrou em licença em agosto. Segundo ele, o pedido de afastamento foi protocolado para que ele não faltasse em todas as sessões durante os 45 dias em que estará viajando. A licença é de 125 dias, mas a previsão era de que Álvaro retornasse até outubro.

“Era sabido por todos do partido que eu teria esse compromisso, inclusive quando eu sentei com o Dr. Bernardo antes de assumir ele disse que não havia problema, que poderia entrar o segundo suplente”, alegou ele. “Amanhã eu vou sentar com o presidente e conversar com ele”, garantiu Álvaro.

“Entrar com pedido de licença com apenas 15 dias de mandato não existe”, disse Anselmo ao justificar a recusa. “Vou encaminhar o pedido para ser analisado pela Procuradoria da Casa, ou seja, quero uma diligência sobre o assunto antes de colocá-lo em votação”, afirmou o presidente.