Presidente da Assembleia recebe reforma da Previdência com previsão de economia de R$ 8,1 bi em dez anos

Mesmo com a PEC, a Previdência não deixará de ser deficitária, mas o rombo será menor. Em 2019, o déficit será de R$ 2,9 bilhões

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

A reforma da Previdência do servidor público estadual representará uma economia de R$ 8,1 bilhões em 10 anos. O valor faz parte da proposta entregue nesta segunda-feira, 28, pelo governador Ronaldo Caiado ao presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira. A Proposta de Emenda Constitucional 1645/2019 replica as regras aprovadas para servidores civis no Congresso – militares, inclusive os policiais estaduais, terão uma reforma própria.

O valor de economia foi apresentado na tarde dessa segunda-feira, 28, na Secretaria da Economia. A PEC da reforma da Previdência estadual foi entregue pelo governador Ronaldo Caiado ao presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira.

Presidente da Goiasprev, Gilvan Cândido da Silva afirmou que a economia já em 2020 será de R$ 400 milhões, valor que aumentará ano a ano.

“O quadro previdenciário de Goiás tem um conjunto de vetores negativos: trajetória crescente, quantidade de inativos cada vez maior, idade média de aposentadoria baixa e salário médios maiores na inatividade”, disse Gilvan Cândido.

Mesmo com a PEC, a Previdência não deixará de ser deficitária, mas o rombo será menor. Em 2019, o déficit será de R$ 2,9 bilhões. Sem a reforma, ele chegará q R$ 6 bilhões em R$ 10 anos. Caso a proposta seja aprovada como foi enviada à Assembleia, o déficit será reduzido para R$ 4,7 bilhões em 2029.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.