Presidente da Alerj se entrega à polícia após decisão do TRF

Deputado Paulo Melo (PMDB), ex-presidente da Casa, também se entregou na sede da Polícia Federal, no Rio de Janeiro

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani (PMDB) e o deputado estadual Paulo Melo (PMDB), ex-presidente da Alerj, se entregaram à Polícia Federal na tarde desta quinta-feira (16/11), no Rio de Janeiro.

Picciani chegou pouco antes das 17 horas na sede da PF no Rio de Janeiro acompanhado de seu advogado. Melo, por sua vez, chegou escoltado por agentes federais.

Os dois foram alvo de decisão do Tribunal Regional Federal 2ª Região (TRF2) que votou pela prisão preventiva dos parlamentares e de um terceiro deputado, Edson Albertassi, líder do PMDB na Assembleia.

Os três são investigados no âmbito da operação Cadeia Velha, desdobramento da Lava Jato que investiga o uso dos cargos públicos para corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, em combinação com empresas de ônibus. Leis teriam sido elaboradas sob medida para atender aos interesses das empresas mediante suposto pagamento de propina.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.