Pregando independência entre poderes, Lissauer toma posse para mais dois anos na presidência da Alego

Segundo o presidente as prioridades da Mesa Diretora para os próximos dois anos serão a recuperação fiscal do Estado e a entrega da nova sede do Legislativo

Sessão solene de posse da Mesa Diretora para o biênio 2021-2023 | Foto: Ruber Couto

Lissauer Vieira (PSB) foi reconduzido a presidência da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), para mais um mandato de dois anos a frente da Mesa Diretora. Em seu discurso e na coletiva a imprensa, o deputado ressaltou que sua marca na Casa será da defesa da independência entre os poderes.

O evento que deu posse a Lissauer vieira foi realizado na tarde desta segunda-feira, 1º. Já em seu pronunciamento na Tribuna o deputado reforçou que Executivo, Legislativo e Judiciário precisam atuar de forma conjunta, mas independente. Logo após o evento, em entrevista aos jornalistas que acompanhavam a cerimonia, ele voltou a falar da autonomia dos poderes.

“Independência para divergir, mas também para convergir em torno dos interesses maiores de Goiás. A Casa do povo goiano é a Casa do diálogo e do equilíbrio. Aqui devemos agir com foco na construção de consensos e na garantia da governabilidade. Sem radicalismos e sempre com o espírito desarmado. Os poderes constituídos não podem fazer oposição entre si. Foi assim que nos pautamos nos dois últimos anos e será assim que continuaremos nos conduzindo”, afirmou o presidente da Casa.

O governado Ronaldo Caiado, que acompanhou a posse de Lissauer Vieira, defendeu que a relação entre o Legislativo e Executivo siga harmônica. “Nos maiores desafios para que Goiás superasse a crise fiscal, coube a essa Casa as mudanças nas legislações para que hoje sejamos reconhecidos pelo Tesouro Nacional pelas nossas metas que temos alcançado”, afirmou.

Lissauer apontou que a prioridade de sua gestão será a recuperação fiscal do Estado. Segundo ele, o governador Ronaldo Caiado (DEM) tem feito os ajustes e a Alego tem acompanhado, aprovando as medidas que o que o Estado possa aderir ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF). “O estado de Goiás vive uma crise fiscal muito grande. Agora que estamos começando a sair dessa crise, até porque nós aprovamos leis importantes de ajustes pra 2019 e 2020. Vamos seguir neste caminho”, afirmou.

O presidente da Alego também diz ter como meta a entrega da nova sede da Alego. “Temos como prioridade entregar essa obra dentro do mandato destes dois anos”, disse.

Lissauer também fez um balanço sobre a gestão realizada até aqui e como conduziu os trabalhos em meio a pandemia. “Aprovamos a criação dos hospitais de campanha, a destinação de R$ 351 milhões para o Fundo Estadual de Saúde e estadualizamos hospitais em todas as regiões de Goiás. Doamos R$ 10 milhões de nossas economias ao Executivo para usar na aquisição de equipamentos e materiais hospitalares, cestas básicas e outros itens necessários no enfrentamento do vírus”, detalhou o presidente ao mencionar a economia de gastos realizada pela Casa em 2020.

Além do governador Ronaldo Caiado, a solenidade foi acompanhada pelo vice-governador, Lincoln Tejota (Cidadania); o presidente do Tribunal de Justiça (TJ-GO), Carlos Alberto França; o procurador-geral de Justiça, Aylton Flávio Vechi; e o defensor público-geral, Domilson Rabelo.

A partir da posse de hoje, a Mesa Diretora da Casa passa a ser composta por Lissauer Vieira com presidente, Henrique Arantes (MDB), primeiro vice-presidente; Cairo Salim (Pros), segundo vice-presidente; Major Araújo (PSL), terceiro vice-presidente; Álvaro Guimarães (DEM), primeiro secretário; Julio Pina (PRTB), segundo secretário; Tião Caroço (sem partido), terceiro secretário; e Iso Moreira (DEM), quarto secretário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.