Prefeitura terá que disponibilizar balanço diário de bilheterias dos parques de Goiânia

Projeto da vereadora Dra. Cristina foi aprovado quase um ano depois do início da Operação que revelou desvio de dinheiro do Mutirama e Zoológico da capital

A Prefeitura de Goiânia terá que disponibilizar em 24 horas o balanço diário do caixa das bilheterias de todos os parques, cinemas teatros, casas de lazer e eventos municipais. A medida faz parte do projeto aprovado em segundo votação na Câmara Municipal de Goiânia.

De autoria da vereadora Dra. Cristina Lopes, o texto prevê que o balanço da arrecadação das bilheterias deve conter a quantidade de ingressos vendidos, com especificação de meia entrada ou inteira, cortesias, entre outros dados. Todas as informações diárias deverão ser disponibilizadas no Portal da Transparência da Prefeitura de Goiânia, e em mural visível ao público de cada bilheteria.

“Após a enxurrada de denúncias de desvio de dinheiro e corrupção nas bilheterias nos parques de Goiânia, como o caso da adulteração de bilhetes do Parque Mutirama e do Jardim Zoológico, o ‘Bilheteria Transparente’ é um instrumento legislativo que evitará novos escândalos como esse”, afirmou Dra. Cristina.

A vereadora ressaltou que a “Bilheteria Transparente” vem para fortalecer os princípios constitucionais da transparência e publicidade, o controle da venda e arrecadação dos ingressos, e a entrada do dinheiro para manutenção e funcionamento adequado desses parques e centros de lazer.

Operação Multigrana

O projeto foi aprovado quase um ano depois que o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do MP-GO (Gaeco) deflagrou uma operação para desbaratar uma organização criminosa instalada na Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer de Goiânia (Agetul) especializada no desvio e de dinheiro advindo da venda de ingressos nos parques Mutirama e Zoológico.

Deixe um comentário