Prefeitura realiza reformas em quase 90 unidades de saúde em Goiânia

Para 2020, Executivo conta com finalização do Hospital e Maternidade Municipal Célia Câmara. A unidade será a maior maternidade pública do País com capacidade para realização de 800 a mil partos por mês

Foto: Reprodução

A prefeitura de Goiânia anunciou que o ano de 2020 irá começar com reformas importantes para a saúde do município. Segundo o Executivo, quase 90 unidades já passaram por melhorias, sendo, ao todo, 62 Centros de Saúde da Família, sete Centros de Saúde tradicionais, 11 CAIS/CIAMS, três Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), Pronto Socorro Psiquiátrico, SAMU, Centro de Referência em Diagnóstico (Cerof), Centro de Referência em Ortopedia (Crof) e, por fim, a Escola de Saúde Municipal.

Atualmente, o Cais Cândida de Morais passa por uma ampla reforma em sua estrutura. O setor de urgência já está pronto e os trabalhos se concentram na parte de ambulatório. Com a reforma, a unidade terá enfermarias masculina e feminina separadas, sala de isolamento, banheiros acessíveis, sala de isolamento, além de troca de piso e reparos nas redes elétrica e hidráulica.

As obras tocadas pela prefeitura, via Secretaria Municipal de Saúde (SMS), também possibilitaram a reabertura de unidades que estavam fechadas. O serviço de emergência 24 horas do Centro Integrado de Atendimento Médico Sanitário (Ciams) Novo Horizonte, na região Sudoeste, também foi entregue.

O atendimento no Ciams Urias Magalhães ficou mais de dois anos fechado, mas também recebeu melhorias e foi reaberto. Atualmente, a unidade oferece atendimento de urgência em tempo integral e é um centro de especialidades médicas e odontológicas.

Ainda de acordo com a prefeitura, dois Cais estão em obras para melhorar o atendimento à população e as condições de trabalho dos servidores. O Cais Cândida de Morais já teve parte de emergência concluída e agora os trabalhos são realizados no ambulatório.

De Cais para UPA

Outro projeto da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) para otimizar os atendimentos no Sistema Único de Saúde (SUS) é a transformação de Cais em UPAS. O primeiro foi o Cais Novo Mundo, que passou por reforma e ampliação e agora está em processo de transformação junto ao Ministério da Saúde (MS) para ser qualificado como UPA Porte II — que tem como principal característica o atendimento aos casos de baixa e média complexidades. Essa mudança, segundo a prefeitura, além de oferecer melhorias para a população também garante recursos do Governo Federal para sua manutenção.

Agora é a vez do Cais Chácara do Governador ser reformado e ampliado para ser transformado em UPA Porte II, tudo foi discutido com representantes dos servidores, da Associação dos Moradores e Conselho Local de Saúde. Há ainda o projeto para que o Cais Guanabara também passe pela transformação.

Atendimento otimizado

Quem procura atendimento nas Unidades de Saúde da Família (USF) do Novo Planalto, que atende aproximadamente 14 mil pessoas, e a Itaipu, que atende 20 mil, também pode perceber as mudanças na estrutura do local. O funcionamento da unidade foi pensado para proporcionar melhores condições de acolhimento das famílias e trabalhadores.

As Unidades Básicas de Saúde da Família são a base do atendimento na Atenção Primária. Nelas, 70% dos casos são resolvidos, evitando o agravamento dos pacientes e a busca pelas unidades de urgência e emergência.

Atualmente, Goiânia conta com 193 equipes de Saúde da Família, que atendem em 59 USFs e onde são oferecidas consultas médicas, tratamento odontológico, vacinas, curativos e realiza visitas domiciliares.

Deste total, 41 aderiram ao programa “Saúde na Hora” do Governo Federal e estão funcionando ininterruptamente desde o dia 18 de novembro. Em 38 unidades o atendimento vai das 7h às 19h e em três das 7h às 22h. São elas: USFs Jardim Curitiba e Finsocial, na Região Noroeste e USF Parque Santa Rita, Região Sudoeste.

Outras obras

A Licitação para a reforma e ampliação do Cais Guanabara para ser transformado em UPA já foi concluída e a ordem de serviço deve ser assinada em breve. Também já estão licitadas as construções das novas unidades de Saúde da Família do Setor Santa Helena e do Vale dos Sonhos.

Maior maternidade pública do País

De todos os feitos da prefeitura, o Executivo diz que o maior deles é, sem dúvida, o Hospital e Maternidade Municipal Célia Câmara, que está praticamente pronto. Segundo a administração municipal, a unidade será a maior maternidade pública do País com capacidade para realização de 800 a mil partos por mês.

Além disso, o hospital contará com com as seguintes especialidades: atendimento de alta complexidade em ginecologia, obstetrícia, neonatologia e pediatria em caráter ambulatorial. Também haverá internação para terapia intensiva hospitalar, tendo definido em suas diretrizes estratégicas o atendimento humanizado e de alta qualidade para clientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Após sua completa implantação, o Hospital e Maternidade Municipal Célia Câmara contará com 179 leitos, sendo 62 de obstetrícia, 23 de ginecologia, 10 leitos de UTI neonatal, 9 leitos de cuidados especiais, 10 leitos de UTI pediátrica, 34 leitos de outras áreas e 31 leitos de internação pediátrica. Neles, serão realizadas cirurgias pediátricas e neonatais de alta complexidade, como cirurgias cardíacas e neurológicas neonatais.

Balanço 

Neste ano, a SMS deve fechar com 16 milhões e 500 mil procedimentos — aproximadamente 6% a mais que o ano de 2018. Até o mês de agosto, foram realizadas em Goiânia dois milhões e 203 mil consultas pelo SUS. Do total, 1,1 milhão foi custeada por Goiânia e o restante pelos municípios pactuados que enviaram pacientes. De janeiro a agosto, a SMS realizou 96.134 procedimentos odontológicos pelo SUS e 112.122 visitas domiciliares foram feitas por agentes comunitários.

Ainda neste ano foram contratados 703 profissionais da área de saúde, sendo 480 médicos em diversas especialidades, 77 auxiliares de enfermagem para os centros de Saúde da Família, 70 técnicos de enfermagem para as unidades de Saúde Mental, 49 técnicos de laboratório e 27 técnicos de radiologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.