Prefeitura reabre Marginal, mas secretário admite que ainda há risco de alagamento

Com o fim das obras, o leito do córrego ficou cheio de detritos e trechos devem passar por mais intervenções no próximo ano

Este slideshow necessita de JavaScript.

A prefeitura de Goiânia liberou na manhã desta quarta-feira (2/8) o tráfego na Marginal Botafogo, interditada desde o último dia 3 de julho no trecho entre o acesso à região da 44 até a ponte da Rua 243, no sentido Avenida Goiás-Jardim Goiás .

Com o fim das intervenções, porém, o leito do córrego ficou cheio de detritos e o próprio secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seinfra), Fernando Cozzetti, admitiu que ainda há riscos de alagamento na região da próxima Avenida Independência. O trecho deve ser monitorado e passar por mais reformas no próximo ano.

“Com relação ao volume de águas, o ponto crítico é na Avenida Independência, porque o canal vem em cessão plena e quando chega ali entra em uma galeria celular, a vazão é reduzida em 30%, dependendo da chuva, pode dar alagamento”, explicou.

O problema só será resolvido no ano que vem, pois a prefeitura ainda trabalha para contratar a obra.

Neste local, o alvo principal foi a recuperação do fundo do canal. Durante as obras foram realizadas ainda intervenções de drenagem e o pavimento asfáltico foi refeito nesses trechos, informou a prefeitura.

Outro trecho que foi revitalizados, localizado acima da ponte da Avenida Universitária, a estrutura de concreto que revestia as paredes do canal e que estava danificada foi retirada e substituída por um muro de gabião e concreto. A reestruturação da parede do canal foi executada em uma faixa de cerca de 30 metros de extensão.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.