Prefeitura lança programa Renda Família e garante assistência de R$ 300 a 24 mil famílias

Ao discursar no ato de lançamento do programa, prefeito Rogério Cruz (Republicanos) destacou que a prefeitura tem empenhado esforços na tentativa de minimizar as consequências trazidas pela pandemia

Foto: Felipe Cardoso / Jornal Opção

A prefeitura de Goiânia lançou, na manhã desta segunda-feira, 22, o programa Renda Família que garantirá às famílias goianienses, afetadas pela crise do coronavírus, o pagamento mensal de R$ 300,00. O encontro para lançamento do programa aconteceu no Paço Municipal, às 10h.

Ao discursar no ato de lançamento do programa, o prefeito Rogério Cruz (Republicanos) destacou que a prefeitura tem empenhado esforços na tentativa de minimizar as consequências trazidas pela pandemia.

“Queria eu ter condições de fazer por todas as pessoas vulneráveis nesse momento; de poder dar um valor mais acessível a todos. Mas a prefeitura também tem suas dificuldades, assim como as pessoas. Queria eu poder ajudar todos os que não tem um pão na mesa, um leite e uma água”, disse, emocionado, o chefe do Executivo.

Presente no encontro, o presidente do MDB, Daniel Vilela, rememorou que ainda durante a campanha, quando a proposta concretizada no dia de hoje foi apresentada ao candidato Maguito Vilela (MDB), o então candidato disse que era “sua cara”.

“Ele iniciou muitos programas sociais nesse País. Essa é uma proposta que não tem só um aspecto humanitário, mas também econômico. É uma grande contribuição que essa administração traz às pessoas que estão passando por dificuldades. Como filho, quero agradecer esse momento e o compromisso efetivo com as nossas propostas de campanha”, disse Daniel.

Vale lembrar que esse é o primeiro programa de transferência de renda da história de Goiânia. Ele entra em operação nesta segunda-feira. As inscrições permanecerão abertas até se estenderão até o dia 31 de março e poderão ser realizadas por meio do site da prefeitura de Goiânia.

O primeiro grupo será contemplado já no próximo dia 2 de março. Não haverá, segundo o Executivo, uma data específica para pagamento do benefício. “O quanto antes a pessoa se cadastrar, antes ela começará a receber. No dia que receber o primeiro pagamento, saberá que a cada 30 dias a partir daquela data a prefeitura disponibilizará as próximas parcelas”, explica a equipe de Finanças.

Como solicitar

Para solicitar o benefício é necessário ser maior de 18 anos; residir em imóvel próprio, alugado ou cedido com valor venal de até R$ 100 mil e a família não ter fonte de renda, a exemplo de carteira assinada, aposentadoria ou pensão.

A exceção é o programa Bolsa Família. A participação também é restrita aos que têm apenas um imóvel, não são Microempreendedores Individuais (MEIs) e não têm Cadastro de Atividade Econômica (CAE) ativo.

As inscrições para o Renda Família podem ser feitas por meio do site da Prefeitura de Goiânia, o www.goiania.go.gov.br. Basta preencher o formulário, apresentar a documentação requerida, concordar com o Termo de Aceite e aguardar análise da Secretaria Municipal de Finanças (Sefin).

A tramitação do processo pode ser acompanhada também pela internet, por meio do login e senha criados no ato da solicitação. 

Pagamento

O benefício de R$ 300 será concedido por meio de um cartão alimentação que só poderá ser utilizado em estabelecimentos comerciais de Goiânia.

“O programa tem como público-alvo famílias que não têm fonte de renda capaz de sustentar as necessidades do núcleo familiar que integra. Não haverá possibilidade de saque desse valor exatamente por esse motivo. A utilização do cartão será restrita a estabelecimentos comerciais de Goiânia para aquisição de produtos alimentícios, como arroz, feijão, macarrão, entre outros,” explica o secretário de Finanças de Goiânia, Alessandro Melo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.