“Prefeitura esconde a realidade das obras paradas”, denuncia vereador de Goiânia

Eduardo Prado garantiu que os responsáveis serão indiciados pela Comissão Especial de Inquérito 

Delegado Eduardo Prado (PV) | Foto: reprodução

Em fase de encerramento, o relator da Comissão Especial de Inquérito (CEI) das Obras Paradas, vereador Delegado Eduardo Prado (PV), informou ao Jornal Opção que todas as construções paralisadas em Goiânia tem o mesmo contexto, “obstante aos documentos e abandonos” e reclamou da inércia da gestão Iris. 

“Neste percurso das apurações convidamos o prefeito Iris Rezende (MDB) a vir duas vezes durante as reuniões da comissão, mas ele não veio. Era importante ouvir do gestor principal quais as tratativas tomadas sobre o assunto e até onde ele é responsável pelo o que está acontecendo”, declarou o vereador.

Segundo o parlamentar, a demolição do que já tinha sido construído da Casa de Vidro, por exemplo, gerou mais gastos do dinheiro público e um desperdício de gastos excessivos.

Sobre os documentos das obras paradas, Eduardo disse que não recebeu todos os solicitados, o que é considerado uma ilegalidade, por se tratar de informações públicas. De acordo com o vereador, porém, com o trabalho de investigação da CEI, foi possível obter as informações necessárias para, na apresentação do relatório final, “indiciar quem tiver que ser indiciado”.

“É o que tem que ser feito, além, claro, de enviar ao Ministério Público, pois a prefeitura esconde a verdadeira realidade das obras paradas em Goiânia”, afirmou em entrevista.

Procurada pelo Jornal Opção, a prefeitura de Goiânia não se manifestou sobre as declarações.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.