Prefeitura do Rio acusa Globo de forjar reportagem e expor crianças

Matéria tinha o foco nas obras da administração, mas município editou um vídeo que dá a entender que se trata de uma pauta de educação

Foto: Reprodução / RJTV 1ª Edição

A prefeitura do Rio de Janeiro acusou, na quarta, 11, a repórter da Rede Globo, Susana Naspolini, de forjar uma matéria. A reportagem, exibida no RJTV 1ª Edição da última sexta, 6, foi classificada pela administração municipal como “uma grande farsa”.

Além disso, o vídeo (que você pode conferir a seguir), afirma que a jornalista “insinuou que as crianças da rede pública mal sabem escrever”. Na produção da prefeitura, é narrado, ainda, que alguns menores estariam envergonhados pela exposição da matéria e que uma mãe de aluno, Vivian de Jesus, seria “testemunha”.

O constrangimento seria por conta de uma parte na matéria da repórter em que aparece um caderno com palavras com a grafia errada, como casa com z e feliz com s. “A reportagem tentou denegrir o ensino público, mas acabou ridicularizando quem mal sabe se defender”.

Reportagem

Apesar da matéria realmente mostrar os erros, nenhum aluno é ligado ao caderno e o objetivo da pauta seria outro: evidenciar a reforma realizada pela prefeitura, que não teria ficado bem feita. A calçada da escola continua com buracos, mesmo após as obras.

Em nota, a Globo afirmou que “o RJ Móvel, comandado pela Susana Naspolini, é um quadro de prestação de serviço que mostra o que acontece na região metropolitana do Rio de Janeiro. A matéria em questão discorre sobre os problemas das obras feitas na escola”.

E ainda: “A edição feita pela prefeitura faz parecer que se tratou de uma matéria sobe educação, quando na verdade o tema era a obra mal feita. A Globo lamenta a atitude da prefeitura. (…) Nem ela [Susana Naspolini] e  nem a Globo jamais faria uma reportagem sobre educação expondo crianças”.

A matéria da emissora pode ser conferida AQUI.

(Com informações do site Notícias da TV)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.