Prefeitura de Iporá assina TAC com Cremego e Hospital Municipal é desinterditado

O documento concede o prazo de 45 dias, que começaram a ser contados nesta quinta, 12, para a correção das problemas encontrados na unidade

Hospital Municipal de Iporá | Foto: Prefeitura de Iporá

O Hospital Municipal de Iporá foi desinterditado pelo Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego) nesta sexta-feira, 13. O fim da interdição ética foi aprovado diante da assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre a Prefeitura Municipal de Iporá e o Cremego. O documento concede o prazo de 45 dias, que começaram a ser contados no dia 12 de dezembro, para a correção das problemas encontrados na unidade.

Após o prazo concedido, o Conselho fará uma nova vistoria no hospital, a fim de avaliar se a segurança e a qualidade do trabalho dos médicos e da assistência à população estão garantidos.

Leia na íntegra o Auto de Desinterdição Ética:

“O Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás, no uso das suas atribuições e visando a preservação da dignidade do atendimento à população e ao profissional médico, resolve:
Desinterditar eticamente o trabalho dos médicos que atuam no HOSPITAL MUNICIPAL ADÃO PEREIRA DA SILVA do município de Iporá/GO, que funciona no endereço da Av. São Paulo, n.º 341, Bairro Mato Grosso, com base nos princípios fundamentais II, IV, VIII e XII do Código de Ética Médica (Resolução CFM nº 1.931/09), complementados pela Resolução CFM nº 997/80, artigo 35 da Res. CFM nº 1.541/98, capítulos II e III da Res. CFM nº 2.056/13 (Manual de Vistoria e Fiscalização da Medicina no Brasil) e, principalmente, a Res. CFM nº 2.062/13.

A desinterdição ética é decorrente da avaliação realizada pela 57ª Reunião de Diretoria do Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás realizada com a direção da unidade em 12 de dezembro de 2019 onde foi sugerido a assinatura de um TAC – Termo de Ajustamento de Conduta. Esta desinterdição terá início às 00:00hs horas do dia 13 de dezembro de 2019.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.