Prefeitura de Goiânia alerta que credenciamento para médicos plantonistas continua aberto para disponibilização de novos leitos

Profissionais convocados atuarão na linha de frente da Covid-19, em UTIs e enfermarias, para possibilitar nova abertura de leitos

Profissional da Saúde. | Foto: Prefeitura de Aparecida de Goiânia/reprodução

Pela necessidade de se abrir mais leitos voltados ao tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus, a Prefeitura de Goiânia alerta nesta quinta-feira, 25, que o credenciamento de médicos plantonistas hospitalares continua aberto. Feito por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a contratação imediata visa possibilitar a abertura de novas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e enfermaria para Covid-19.

Conforme o edital de Chamamento Público nº 001/2021 publicado na primeira semana de março pela Prefeitura Municipal, o valor da remuneração dos médicos plantonistas hospitalares convocados pode variar entre R$13.600 e R$15.688,76, a depender do local de atuação – UTI ou enfermaria.

Ainda segundo edital, a carga horária exigida ao médico plantonista hospitalar em uma UTI é de 24 horas, enquanto a do que trabalha em uma enfermaria é de 30 horas.

Desde o início de março, mais de 800 profissionais de saúde já foram convocados pela SMS, após credenciamento e aprovação no Processo Seletivo Simplificado, para atuar na linha de frente do combate à doença.

Superlotação dos hospitais

Mesmo após quase um mês de medidas restritivas na capital goiana, as redes municipal e estadual de Saúde permanecem superlotadas. Em Goiás, os leitos de Unidade Terapia Intensiva (UTI) se mantêm com 97,41% de ocupação, com somente 14 disponíveis. Já na enfermaria, a porcentagem é de 88,01%, com 85 unidades vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.