Prefeitura de Aparecida entrega 90 novos leitos para enfrentamento do coronavírus

Hospital Municipal de Aparecida atuará como centro de referência na cidade. Unidade contará com 30 UTIs e 60 semi-UTIs

Como uma das estratégias de enfrentamento ao coronovírus em Aparecida de Goiânia, a prefeitura anunciou a entrega de 90 novos leitos hospitalares para atendimento da população ainda essa semana. São 30 Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) e 60 Unidades Semi-intensivas (semi-UTIs) destinadas ao tratamento prioritário da Covid-19. Os leitos estão montados no Hospital Municipal de Aparecida (Hmap), que será uma unidade de referência para esses casos.

“Em dezembro de 2018 entregamos aos aparecidenses o maior hospital do Estado, construído por uma prefeitura. Desde então temos seguido um cronograma de funcionamento, mas diante dessa pandemia, decidimos colocá-lo também a serviço do combate ao coronavírus. Com isso, buscamos parceria e recursos com o Ministério da Saúde e conseguimos ampliar a capacidade atual do Hmap, que passa a funcionar com 90 novos leitos”, afirmou o prefeito Gustavo Mendanha.

Os 30 novos leitos de UTI ficam dispostos em duas salas que atenderão protocolos de isolamento. Já os 60 leitos de semi-UTI, todos com ponto de oxigênio, seguirão localizados em uma ala isolada das demais. “Esses leitos que estamos entregando agora já seriam utilizados futuramente para o atendimento no perfil do Hospital, mas diante da situação de emergência em Saúde Pública, a partir desta semana, estarão à disposição da comunidade para tratamento da Covid-19. Quando tudo isso passar, a estrutura continuará a serviço da população. Estamos nos preparando para todos os cenários”, destacou o prefeito.

Mendanha também anunciou que a Prefeitura adquiriu, para atendimento exclusivo aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), 13 novos leitos de UTI em uma unidade hospitalar privada. Além disso, também se encontra em processo de aquisição 20 novos respiradores e monitores.

“Todos que acompanham os noticiários sabem como está difícil encontrar no mercado novos respiradores para compra. Em Aparecida de Goiânia, estamos com a expectativa de adquirir 20 desses equipamentos. Concluindo esse processo, teremos no HMAP, somando-se ao que já estamos entregando, 50 leitos de UTI para enfrentamento ao coronavírus”.

De acordo com o secretário de Saúde, Alessandro Magalhães, que também preside o Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Covid-19 em Aparecida, o acesso aos novos leitos hospitalares continua ocorrendo via Central de Regulação: “Nossa recomendação é para que as pessoas cumpram ao máximo o isolamento social. Em caso de sintomas leves de gripe, é possível agendar consultas em até 48h pelo telefone. Caso haja agravamento dos sintomas da gripe, como febre e falta de ar, a recomendação é que a população busque atendimento em uma de nossas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Nesses locais, o médico irá avaliar e se for necessário internação será solicitada uma vaga à Central Estadual de Regulação, que realizará os encaminhamentos para unidades hospitalares, como o Hmap”.

Outras medidas

Como formas de Prevenção e Combate ao Covid-19 em Aparecida de Goiânia, a Prefeitura tem lançado mão de uma série de iniciativas na área da saúde. No último mês, mais de 700 profissionais foram convocados e contratados para a pasta, os servidores têm passado por constantes capacitações e o estoque de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) tem sido reforçado.

A Secretaria de Saúde também passou a monitorar, em tempo real, todas as internações decorrentes de Síndromes Respiratórias e coronavírus na cidade. Além disso, uma parceria entre a Prefeitura e a Universidade Federal de Goiás (UFG) permitiu o telemonitoramento de pacientes diagnosticados e com suspeita de infecção por Covid-19 no município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.