Prefeitura de Anápolis negocia com professores e acerta reajuste salarial de 12,64%

Após representantes do Sinpma participarem de reunião com prefeito Roberto Naves, acordo foi firmado dentro dos limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal

Reunião entre professores e prefeito de Anápolis, Roberto Naves / Foto: Divulgação

O prefeito de Anápolis, Roberto Naves (PP) recebeu, na última terça-feira, 3, representantes do Sindicato dos Professores da Rede Municipal de Anápolis (Sinpma) para negociar o reajuste salarial da categoria dentro de um limite que fosse realista para o município, que só pode se comprometer com 54% da arrecadação em pagamento de folha, de acordo com a Lei da Responsabilidade Fiscal.

A visita do grupo ao seu gabinete foi proveitosa e o acordo pelo reajuste de 12,64% foi realizado. “Qual foi o compromisso que nós não abrimos mão? Fechou o valor, pode ir para sua casa dormir tranquilo. Não tem a menor possibilidade de se perder direito, não tem a menor possibilidade de não se aposentar, não tem a menor possibilidade de o salário atrasar”, o prefeito tranquilizou a categoria.

“Enquanto Brasil, não temos uma carreira nacional de professor da educação básica. Em Anápolis, a educação básica está, em vista da média, muito valorizada. No conjunto geral, a carreira docente em Anápolis é uma das melhores de Goiás e até do Brasil. Se você pega um panorama de municípios na proporção de Anápolis, isso não existe fora daqui”, disse o pedagogo da rede municipal, Edergênio Vieira.

“Nós temos um prefeito que recebe as pessoas, que sabe ouvir as demandas e que, como todos nós, tem feito uma boa gestão. Tudo isso que o prefeito colocou transparentemente para nós era o que tínhamos que ter em mãos para poder explicar aos nossos professores o que acontece de verdade”, afirmou Walter Almeida Fernandes, presidente da Associação dos Gestores Municipais de Anápolis e diretor da Escola Municipal Professora Nadyr de Souza Andrade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.