Prefeito Gustavo Mendanha lança recapeamento de 23 quilômetros no Setor Garavelo

Obras fazem parte do cronograma do projeto Recap, que vai recuperar asfaltos de 33 bairros de Aparecida de Goiânia até o fim deste ano

Recápeamento no Setor Garavelo, em Aparecida de Goiânia | Foto: Rodrigo Estrela

O prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (MDB) e o secretário de Infraestrutura, Mário Vilela, estiveram presentes nesta sexta-feira, 1º, para o lançamento das obras de recapeamento de 23 quilômetros de asfalto do Setor Garavelo. A agenda faz parte do projeto Recap, com objetivo de recuperação da massa asfáltica em 33 bairros do município até o fim deste ano.

Para o prefeito, a renovação dessa malha viária é uma facilidade para as pessoas se deslocarem. “Melhora o fluxo de veículos. Tenho certeza que a população aqui vai ficar muito contente com esse trabalho que será feito”, afirmou Gustavo Mendanha.

De acordo com ele, a expectativa é de finalizar todos os serviços do calendário de obras do município até o final do ano. “Claro que com o advento do coronavírus temos que ter precaução. Estamos tomando todos as precauções com os nossos servidores da prefeitura, mas a ideia é que até o final do ano vamos cumprir todo o cronograma”, falou.

Com prioridade dada ao recapeamento desde o início de seu mandato, Mendanha disse que ainda há mais obras nesse sentido a serem realizadas. “Nunca paramos recapeamento. Estamos fazendo nesses três anos de trabalho e agora estamos entrando nessas regiões que não pudemos entrar. No Garavelo, especificamente, estávamos esperando instalar as redes de esgoto.Estaremos recapeando e melhorando a malha viária”, garantiu o gestor.

Quanto aos setores que ainda aguardam a chegada do asfalto, Mendanha prometeu comprometimento. “Estamos trabalhando para levar asfaltos a estes bairros. É claro que nesse momento do país estamos trabalhando com uma certa dificuldade. Com o comércio fechado a prefeitura perdeu muita receita e estamos buscando alternativas para levar asfaltos para estes bairros”, disse.

Rede de esgoto

O secretário Mario Vilela, responsável pela pasta da infraestrutura contou que o que impedia anteriormente as obras de recapeamento no setor, era a necessidade da ligação da rede de esgoto, porque é um realizado que deve ser realizado antes, até para não desperdiçar verba pública.

“O bairro Garavelo tinha uma demanda muito importante que era do esgoto sanitário. Então foram feitos aqui cerca de 95 mil metros de rede de esgoto sanitário. O problema de esgoto resolveu. Hoje são mais de 6.500 ligações de esgoto”, informou o titular da pasta.

“Então, na verdade, estamos lançando esse recapeamento, porque realmente vai corrigir as imperfeições das ruas onde foram feitos os esgotos. Agora são 160 mil metros quadrados de recapeamento aqui. Isso vai colocar o bairro em boas condições, com rede de água, esgoto e asfalto zerado. Vamos deixar as ruas como novas, inclusive com a SMTA e do Desenvolvimento Urbano na pintura das ruas e meio fios. Vai rejuvenescer o bairro”, contou.

Para ele, o cronograma das obras também deve ser mantido na medida do possível ante a situação de pandemia. “Claro que estamos em uma fase diferenciada com este vírus. Já fomos notificados pela prefeitura que algumas obras terão o ritmo menor. Mas o prefeito me falou com toda propriedade: Mário, quero lançar o Garavelo e quero o terminar o Garavelo. A velocidade das outras obras vão depender evidentemente de recursos. Se voltar ao normal, estamos prontos para concluir. Depende realmente do financeiro para cobrir toda a programação”, explicou Vilela.

Satisfação

Para Juvelino Batista da Silva, comerciante do setor Garavelo, as obras serão uma medida mais definitiva de resolver o problema do asfalto. “Muito bom, porque esses tapa-buracos não resolvem. Esse recapeamento será muito bom para o nosso comércio”, declarou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.