Prefeito do Rio de Janeiro diz que não acompanha Rodrigo Maia e não sai do DEM

Eduardo Paes sugeriu calma ao ex-presidente da Câmara dos Deputados. “Sugeri a ele se acalmar, assistir Netflix e comer Haagen Däaz sabor caramel crunch”

O ex-presidente da Câmara dos Deputados pode acabar saindo do Democratas com apenas alguns gatos pingados. O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, decidiu que, ao menos num primeiro momento, não deixará o partido.

A revista “Época” informa: “Levado para o partido por Maia e por ACM Neto, Paes focará na administração do Rio de Janeiro e acompanhará o desenrolar da crise na legenda”.

Eduardo Paes, Rodrigo Maia e César Maia: aliados ma non troppo? | Foto: Reprodução

Eduardo Paes pede calma a Rodrigo Maia, desde a semana passada. “Sugeri a ele se acalmar, assistir Netflix e comer Haagen Däaz sabor caramel crunch para lidar com a derrota”, disse o prefeito do Rio.

Embora não seja bolsonarista, Eduardo Paes não quer ficar mal com o governo federal. Porque, como os gestores experimentados sabem — mas não um Wilson Witzel —, prefeitos e governadores, sobretudo quando suas economias são muito dependentes (o que não ocorre com São Paulo, que, na prática, é um país dentro do Brasil), não brigam com presidente da República.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.