Delegacia especializada da Polícia Civil recebeu denúncia e apura suposta ilicitude cometida na contratação e na prestação de serviços da empresa Denis Antonio Pereira Rodrigues (DAPC)

João do Léo, prefeito de Pirenópolis | Foto: Reprodução

O prefeito de Pirenópolis, João Batista Cabral (João do Léo), tem até a próxima segunda-feira, 16, para fornecer as cópias dos contratos celebrados com a empresa Denis Antonio Pereira Rodrigues (DAPC) à Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (Decarp).

A delegacia especializada da Polícia Civil recebeu denúncia e apura suposta ilicitude cometida na contratação e na prestação de serviços da empresa citada, responsável pela contabilidade da prefeitura de Pirenópolis. A contratação com dispensa de licitação também teria sido feita para a realização do levantamento patrimonial da prefeitura.

Foi solicitada ainda as cópias de quaisquer contratos que tenham sido celebrados individualmente com os sócios da referida empresa. Por fim, a Decarp solicita as notas de empenho, ordens de pagamento e demais documentos financeiros relacionados aos contratos que foram requisitados.

Em caso de não cumprimento fica caracterizado o crime de desobediência de João do Léo. Neste caso, podem ser adotadas medidas cautelares que incluem mandados de busca e apreensão.