Prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin é afastado do cargo por decisão da Justiça

Decisão do Tribunal de Justiça de Goiás estaria ligada às 16 denúncias de assédio sexual que Tormin é acusado

Cristóvão Tormin| Foto: Y. Maeda

Uma decisão do  Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) determinou o afastamento do prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin. A informação foi confirmada pela assessoria do presidente da Câmara de Vereadores do município, Felipe Mandú, que recebeu a notificação.

A decisão foi cumprida na manhã desta sexta-feira, 21, e tem o objetivo de evitar que o denunciado se utilize do cargo público para praticar novas condutas criminosas, e também para garantir a eficácia das investigações.

De acordo com a assessoria, a vice-prefeita, Edna Pereira ainda não tomou posse do cargo. O afastamento se dará pelo prazo de 120 dias, sem prejuízo do pagamento das remunerações. A decisão foi assinada pela desembargadora Carmecy Rosa Maria, no último dia 19.

Tormin é denunciado em 16 ações por assédio sexual e foi acionado pelo Ministério Público por nepotismo, improbidade administrativa e contratação de servido fantasma.

Veja a decisão:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.