Prefeito de Goianira tem contas rejeitadas por ultrapassar gastos com pessoal

Prefeitura gastou R$ 32,3 milhões com pessoal, atingindo 59,47% da receita, sendo que o máximo permitido é 54%

marconi_trindade (26)

Prefeito de Goianira, Randel Miller de Assis / Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

O prefeito de Goianira, Randel Miller, teve as contas da prefeitura relativas a 2013 rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Município (TCM). Conforme relatório, os gastos com pessoal do Poder Executivo, de R$ 32,3 milhões, atingiram 59,47% da Receita Corrente Líquida, ultrapassando o limite máximo de 54% estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Em explicação, prefeito garante que tem tomado todas as providências para conter as despesas, e pede para que a Corte considere que conforme a Lei, a gestão tem dois quadrimestres para solucionar o problema. “Tais providências estão sendo tomadas de forma que também não prejudique o interesse público”, explicou o gestor.

O Tribunal, entretanto, não aceita pedido, garantindo que o limite de gastos com pessoal foi descumprido no 1º e 2º quadrimestres de 2013. “O Chefe de Governo teve a oportunidade de eliminar o percentual excedente e não o fez”, pontuou decisão.

Outro motivo de rejeição de contas mostrado pelo TCM é o Detalhamento da Dívida Ativa (DDA), que não foi encaminhado nos moldes exigidos. Em resposta, o prefeito explicou que foi identificada uma falha por parte do setor de arrecadação ao gerar o DDA, e pediram autorização para reenviar o documento.

A gestão pediu para que a falha fosse relevada, garantindo que é de caráter formal e não configura dano ao erário. O TCM, entretanto, aponta que as alegações não justificam as falhas. Por este erro, o gestor foi condenado a pagar uma multa de R$ 250,38.

No relatório consta ainda os gatos com educação e saúde. Com o primeiro, foram gastos R$ 9,4 milhões, 27,88% dos Impostos e Transferências, atendendo ao limite mínimo de 25%. Já com gastos na área da saúde, foram empenhados R$ 5,4 milhões correspondendo a 16,15% da arrecadação dos impostos.

Um recurso ordinário já foi interposto, e o relator, que era Virmondes Cruvinel, passou a ser Daniel Goulart.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antonio Filho

Desde que esse prefeito foi eleito, ele só tem feito postos de combustíveis.
Com certeza tem coisa errada.