Prefeito de Catalão diz que pode faltar água no município em 2016

Para resolver problema, Jardel Sebba aguarda concessão do serviço na cidade

Gestor admite crise e diz que município precisa de R$ 135 milhões | Foto: reprodução / Facebook

Gestor admite crise e diz que município precisa de R$ 135 milhões | Foto: reprodução / Facebook

O prefeito de Catalão, Jardel Sebba (PSDB), afirmou, em entrevista ao Jornal Opção Online nesta segunda-feira (15/6), que pode faltar água no município em 2016, caso não seja firmado um contrato de concessão para gerência do serviço.

De acordo com o tucano, os cofres municipais não dão conta da crise no setor. “Precisamos de R$ 135 milhões para resolver o problema e nós não temos esse dinheiro. Nas gestões anteriores, quando foi municipalizado o serviço, arrecadaram R$ 110 milhões em 10 anos, mas apenas R$ 8 milhões foram investidos”, contou.

Jardel alegou que durante a atual administração cerca de R$ 40 milhões foram arrecadados e investidos no setor. Conforme o político, no entanto, o valor não foi suficiente. “Precisamos de um grande reservatório, caso contrário irá faltar água em Catalão”, alertou.

Para resolver o problema, a prefeitura apresentou na Câmara Municipal um projeto que determina a concessão do serviço no município. À reportagem, o tucano rebateu as críticas que tem sofrido da oposição. “Não é venda, como andam dizendo. É apenas uma concessão. Não vamos vender, vamos fazer uma parceria”, explicou.

Segundo Jarbel, dezenas de empresas já o procuraram com interesse na parceria, inclusive companhias de grande porte. A expectativa da gestão municipal é que a matéria seja votada em definitivo na Câmara até o próximo dia 30, antes do início do recesso parlamentar. Antes disso, devem ser realizadas audiências públicas para discutir o tema com a população catalana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.