“Precisamos lutar ao lado do governo”, defende Mendanha após reunião com Temer

Encontro foi na manhã desta segunda-feira (12/6) no Palácio do Planalto. Prefeito de Aparecida representou a Frente Nacional dos Prefeitos

Reunião dos Coordenadores das Câmaras Temáticas do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas
Fotos: Marcos Corrêa/ Fotos Públicas

Como representante da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, participou, nesta segunda-feira (12/6), da primeira reunião do ano do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas (FMBC), realizada no Palácio do Planalto com o presidente Michel Temer e com os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e José Sarney Filho (Meio Ambiente), além de outros integrantes do governo federal. Gustavo é um dos vice-presidentes da FNP.

“Essa foi a primeira reunião, a sinalização é que outros encontros acontecerão. A próxima reunião deve ser em outubro. O presidente Michel Temer foi contundente em dizer que contribuirá para que o Brasil cumpra as metas climáticas e que ajudará as prefeituras na implantação de políticas públicas”, disse Gustavo Mendanha durante entrevista ao Jornal Opção.

O Fórum é uma instância mista, com representação da União, estados, municípios, universidades, setor privado e de diversas organizações da sociedade civil. É presidido por Temer. A atuação de Gustavo Mendanha na reunião teve como foco os trabalhos da Câmara Temática de Cidades e Resíduos do FMBC.

“Os prefeitos têm papel importante não somente nas discussões, mas principalmente na implementação dos projetos e programas para a mitigação das mudanças climáticas”, disse, na reunião, o prefeito de Aparecida, lembrando ainda que, em dezembro de 2015, centenas de prefeitos brasileiros participaram da 21ª Conferência de Paris, quando líderes de 195 nações buscaram um acordo que, entre vários objetivos, buscava dar aos países capacidade de lidar com os impactos decorrentes das mudanças climáticas.

O Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas recebeu da Presidência da República a missão de desenvolver, em função do Acordo de Paris, estratégias locais no bojo das discussões sobre as mudanças climáticas. O fórum criou, então, as Câmaras Temáticas setoriais de Cidades e de Resíduos, das quais a Frente Nacional dos Prefeitos faz parte. O objetivo é buscar identificar medidas que os municípios brasileiros podem implementar e que podem ser potencializadas pelo governo federal.

“Hoje 85% das pessoas vivem nas cidades, nos próximos dez anos chegaremos a 91%. Com esses números já vislumbro uma série de problemas e, para isso, precisamos de investimentos. Me coloquei à disposição para implementar as políticas públicas necessárias. As prefeituras querem participar deste processo”, afirmou ao Jornal Opção.

Ao citar os efeitos das mudanças climáticas, Mendanha destaca também que a discussão deve passar pela gestão dos resíduos sólidos, pela eficiência energética e, principalmente, pelo investimento maciço em educação para uma “mudança cultural da sociedade”.

Por fim, o prefeito enfatizou a importância da parceria entre municípios e União, pedindo maior aporte financeiro.  “Nós, prefeitos, nos comprometemos a lutar ao lado do governo federal. E contamos com o governo federal dando-nos o apoio técnico e financeiro, pois os municípios já não suportam mais assumir responsabilidades sem a devida contrapartida financeira”, encerrou Gustavo Mendanha.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.