Pré-candidato com experiência na Câmara de Vereadores não é primordial, avalia Dra. Cristina Lopes

Tucana é um dos nomes faz análise da exigência colocada à mesa pelo presidente do Poder Legislativo, Anselmo Pereira, também do PSDB

Dra. Cristina Lopes diz que experiência como vereador não é primordial | Foto: Alberto Maia/Câmara de Goiânia

Dra. Cristina Lopes diz que experiência como vereador não é primordial | Foto: Alberto Maia/Câmara de Goiânia

É interessante que um pré-candidato ao Paço Municipal em 2016 tenha no currículo pelo menos um mandato no Poder Legislativo de Goiânia, mas o predicado não é primordial. A avaliação é da vereadora Dra. Cristina Lopes (PSDB), sobre a exigência feita pelo presidente da Casa, o tucano Anselmo Pereira, no início do mês, quando colocou-se à disposição para o pleito. Os dois formam a lista de sete outros peessedebistas que querem disputar o Poder Executivo goianiense.

Segundo ela, o vereador que desempenhou legislatura com “propriedade” pode ter valor agregado, caso deseje ser pré-candidato a prefeito. Dra. Cristina cita que ocupa vaga em importantes comissões da Câmara, como a Mista, e a de Constituição, Justiça e Redação (CCJ). “A candidatura de uma mulher é bem-vinda, meu nome é ligado a resultados. Por isso, sei como é e funciona uma lei, projetos e prazos, é como se tivesse passado por um curso intensivo.”

Para ela, quem não teve a oportunidade de passar pela Câmara pode se qualificar como gestor, como é o caso de Jayme Rincón, presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras Públicas, e do deputado federal Delegado Waldir, ambos do PSDB e que são mais citados para a disputa.

Como integrante do PSDB Mulher, Dra. Cristina foi cobrada a se colocar como pré-candidata na capital. “Meu nome seria um contraponto a excelente pré-candidatura [da deputada estadual, do PT] Adriana Accorsi. Eu não teria dificuldades em ser aceita na base e no PSDB. Ainda tem muita discussão sobre apoios, como PMDB e PT ou DEM e PMDB”, disse, em entrevista ao Jornal Opção Online.

Na segunda-feira (20), o colega de partido e de plenário dela Geovani Antônio considerou como correta a exigência para que pré-candidatos ao Poder Executivo da capital passem pela Câmara de Goiânia antes de concorrerem ao cargo. Ainda segundo ele, o debate sobre o futuro candidato não pode atropelar e nem ignorar os peessedebistas.

Leia mais:
“Ele fica. Temos todo o interesse em mantê-lo”, diz Lousa sobre Waldir
Delegado Waldir: “Só queria ser reconhecido e valorizado”
“Delegado Waldir tem todo direito de pleitear a candidatura”, diz Jayme Rincón
Insatisfeitos, Delegado Waldir e João Campos “dão recado” em evento tucano
Ao “trocar” saúde por educação, Jayme Rincón mostra que também é político
Balestra sobre Prefeitura de Goiânia: “Jayme Rincón está preparado para disputar a eleição”

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CARLOS SOARES

DELGADO WALDIR O UNICO PARA ENFRENTAR IRES RESENDE