Pré-candidato ao Governo, Vitor Hugo aponta mineração e turismo como áreas que demandam avanço

Segundo o pré-candidato, Goiás conta com ouro, manganês, nióbio e até mesmo de quartzo

Além de apostar na área militar e nos colégios militares, o deputado federal e pré-candidato ao governo de Goiás Vitor Hugo (União Brasil) aposta na Mineração e no Turismo como um dos eixos de avanço na política estadual. Segundo ele, Goiás conta com ouro, manganês, nióbio e até mesmo de quartzo, sendo que somente na cidade de Cristalina haveria “milhões e milhões” de toneladas – e já há análise da pureza do mineral.  

“É muito fácil de ser purificado no grau solar para fazermos células fotovoltaicas, por isso que eu mandei R$ 2,8 milhões de reais como deputado para poder desenvolver o IF Goiano um projeto de pesquisa, mas o Estado poderia ajudar no desenvolvimento para atrair empresas para lá, para explorar para fazer células fotovoltaicas e vender para o mundo”, diz o político.

Ele também quer avançar na área do turismo, e com isso cita o Parque Estadual de Terra Ronca, que fica na cidade de São Domingos com um complexo de centenas de cavernas que são “mais conhecidas no exterior do que aqui em Goiás”. O político diz ter destinado quase R$ 1 milhão para desenvolver as infraestruturas turísticas de lá, o que não teria sido feito pelo Governo Estadual, segundo o pré-candidato ao Governo.  

“Temos os lagos de Serra da Mesa, de Corumbá, temos que ajudar os ícones de Goiás no campo turístico, que são Caldas Novas e Pirenópolis, mas temos Circuito Cora Coralina, o circuito Bernardo Sayão, Rua 44, temos uma grande área de atuação”, explica o pré-candidato ao governo.   

Os últimos dois eixos citados pelo político ao Jornal Opção são o da Agricultura e da Saúde, onde diz que há uma grande necessidade de desonerar o produtor rural, de permitir que ele avance cada vez mais para investir na pesquisa e na agropecuária, para ajudar no desenvolvimento da infraestrutura das estradas goianas. “Estão muito deterioradas, as chuvas no norte e nordeste você viu o que se tornou e isso atrapalha muito o produtor rural. Atrapalha o desenvolvimento do turismo e de qualquer atividade econômica. O foco no desenvolvimento de infraestrutura, na melhoria é muito importante na questão do agronegócio”, avalia o parlamentar.  

Ainda de acordo com o político, há necessidade de fazer a regionalização da Saúde que, segundo o governadoriável, não foi cumprida pelo atual governo.  “O governador disse que faria algo, mas isso não foi feito. A nossa intenção é efetivamente descentralizar exames, equipamentos mais especializados, para evitar que as pessoas fiquem em filas e esperem meses para terem um exame, por isso defendo um estado eficiente e enxuto”, finalizou o parlamentar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.