Praça do Sol: associação diz que feira está regular e que moradores do Oeste “ultrapassaram os limites”

Representante da FASAF-GO, Lira Margarete, defendeu que trabalhadores da feira são licenciados pela Prefeitura e pagam impostos para usar o local

Foto: Reprodução.

Uma faixa assinada pela associação que cuida da Praça do Sol, a Apsol, foi levantada no espaço e causou polêmica. O aviso diz “A Praça do Sol pertence aos moradores do Setor Oeste”. Uma das principais reclamações é sobre os feirantes que ocupam o lugar aos domingos.

A  representante dos trabalhadores das feiras do Sol e da Lua e integrante da Federação das Associações e Sindicatos dos Ambulantes e Feirantes do Estado de Goiás, Lira Margarete dos Santos, declarou que os moradores passaram dos limites com a atitude. “Tínhamos firmado uma parceria que gerou paz. De repente, surge aquela placa, eles ultrapassaram os limites. Não estamos burlando nenhuma lei, está tudo como a Prefeitura pediu” declarou.

O vereador Denício Trindade (Solidariedade), afirmou que sempre defendeu a feira, que já se tornou um ponto turístico de Goiânia. “A feira da Praça do Sol sustenta e gera emprego para vários pais de famílias, é um absurdo aquilo ali. Vamos deixar bem claro para os moradores que a praça é do povo” defendeu.

“Nós temos licença para usar o espaço, pagamos impostos, temos horários fiscalizados pela Prefeitura. Não tem como exigir isso” completou Lira Margarete.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.