PP deve deixar anúncio de aliança apenas para último momento

Em entrevista, Vanderlan Cardoso explicou que Alexandre Baldy ainda está “conversando com prefeitos e deputados” e falou sobre a possibilidade de ser candidato

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

O cerco está se fechando para os partidos que ainda não promoveram alianças para as eleições de outubro. Dentre eles, o Partido Progressista (PP), uma das legendas mais cobiçadas pelos governadoriáveis. Responsável por essa articulação, o ex-prefeito de Senador Canedo Vanderlan Cardoso falou ao Jornal Opção sobre como andam as negociações.

“Alexandre Baldy  [presidente do PP em Goiás] está, durante esta semana, se reunindo com prefeitos, já falou com os deputados e está analisando chapas proporcionais”, contou o empresário, que reforçou que a preferência é de se aliar com quem puder fazer mais deputados federais pelo PP.

Além disso, perguntado sobre uma possível candidatura, Vanderlan voltou a dizer que a possibilidade de sair como vice não o interessa e destacou seu interesse único na disputa ao Senado. “Não tem intenção, mesmo com o PP na base, não quero disputar eleição esse ano […] animei quando saiu as pesquisas para o Senado, e se eu fosse disputar algo é isso, mas depende muito do que o partido decidir”, completou.

Neste caso, o político admitiu que, com as chapas de Ronaldo Caiado (DEM) e de José Eliton (PSDB) fechadas, só sobraria a de Daniel Vilela (MDB), por quem o pepista sinaliza interesse. A decisão, entretanto, segundo Vanderlan, deve ser postergada para o último prazo e anunciada a pouco tempo antes das convenções, marcadas para o domingo, dia 5.

Deixe um comentário