PP decide abandonar governo federal e votar a favor do impeachment

Em anúncio feito pela internet, o Partido Progressista resolveu deixar a base de Dilma Rousseff (PT) no Palácio do Planalto e apoiar a destituição da petista do cargo

Pelo Facebook, a senadora Ana Amélia (PP-RS) informou que o seu partido decidiu sair da base do governo federal e apoiar o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Pelo Facebook, a senadora Ana Amélia (PP-RS) informou que o seu partido decidiu sair da base do governo federal e apoiar o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

No início da noite desta terça-feira (12/4), o Partido Progressista anunciou que não faz mais parte da base de apoio ao governo federal liderado pela presidente Dilma Rousseff (PT). A senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS) informou, em vídeo no Facebook, que a decisão da legenda foi pelo afastamento depois de seis diretórios regionais do PP tomarem essa decisão.

Segundo a senadora, o também senador Ciro Nogueira (PI), presidente do PP nacional, definiu que a posição do Partido Progressista é a de apoiar a votação a favor do impeachment no plenário da Câmara dos Deputados. Mas ela informou que os parlamentares que votarem contra a abertura do processo de impedimento contra Dilma não serão punidos pela legenda.

Assista ao anúncio feito pela senadora Ana Amélia sobre a decisão do PP:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.