Heloísa Helena confirma ao Opção que Marina Silva será candidata a deputada federal por São Paulo

Porta-voz da Rede avalia que sigla e PSOL têm o dever de disponibilizar nomes para superação da cláusula de barreira

A ex-senadora Marina Silva (Rede), fundadora da Rede Sustentabilidade, deve concorrer a uma das 70 cadeiras disponíveis para os paulistas nas Câmara dos Deputados. Ela, inclusive, estará entre os 71 nomes da chapa com Guilherme Boulos (PSOL), que desistiu nesta segunda-feira, 21, de concorrer ao Governo de São Paulo para fortalecer as duas siglas, que vão federar

Ao Jornal Opção a porta-voz da Rede, Heloísa Helena, confirmou a tendência que, segundo ela, é um apelo para que toda as lideranças da sigla se disponibilizem para concorrer a uma das 513 cadeiras da Câmara Federal e às 27 cadeiras que estarão disponíveis para o Senado Federal nas eleições de 2022. A política, inclusive, deve disputar uma das 46 cadeiras do Rio de Janeiro com o intuito de fortalecer a sigla e também cumprir a cláusula de barreira. Ela foi senadora por Alagoas e ficou em terceiro lugar nas eleições para a presidência da República nas eleições de 2006, com 6,8% dos votos. “Desde o ano passado estamos apelando a todas lideranças que disponibilizem seus nomes para as candidaturas de deputado federal, pois são as únicas que, matematicamente, podem ser utilizadas para superação da cláusula de barreira [após a última minirreforma eleitoral, no entanto, as cadeiras para o Senado Federal também serão contabilizadas]”, explica a política.

Ela ainda afirma que é um apelo, mas também, uma obrigação de disponibilizar nomes “também para essa dura batalha”. “Assim sendo, Marina [Silva] será candidata em São Paulo e eu serei candidata no Rio. É um dar um exemplo sobre a tarefa partidária”, acrescenta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.