“Por que a CPI dos Incentivos não quer me ouvir?”, questiona presidente da Fieg em carta à imprensa

“Acredito, sinceramente, ser uma das pessoas mais qualificadas para prestar relevantes informações e instruir essa Comissão”, argumenta Sandro Mabel

Foto: Alex Malheiros

A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) divulgou, na manhã desta terça-feira, 10, uma carta à imprensa assinada pelo presidente da Federação, Sandro Mabel. No texto, Mabel esclarece ter enviado uma solicitação à CPI dos Incentivos Fiscais — instaurada na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) — onde solicita seu comparecimento para esclarecer “eventuais dúvidas a respeito da importância dos incentivos para Economia do Estado”.

No documento, Mabel também ressalta seu desejo de explanar sobre a importância do recurso para a evolução econômica e social da população, bem como da infraestrutura de toda a região. “Minha reiterada solicitação é para ser ouvido como presidente da Federação das Indústrias de Goiás, representante maior de uma categoria que tem sido exposta e bombardeada por usufruir de um benefício concedido por lei votada e aprovada pela Assembleia Legislativa de Goiás, da qual os membros dessa CPI fazem parte”, diz.

“É, no mínimo, questionável a negativa da referida CPI em ouvir o presidente da Federação das Indústrias de Goiás. Ainda mais quando levamos em consideração que fui eu, enquanto empresário que estava em dúvida entre investir mais em São Paulo ou ampliar minha indústria em Goiás”, destaca.

Mabel também argumenta ter tirado o Fomentar — programa do governo de Goiás de incentivo à industria — da gaveta após ele ter sido usado “apenas para a criação da Arisco”. “Como deputado estadual, elaborei as modificações no Fomentar para que os incentivos pudessem atrair maiores investimentos para Goiás. Diante de todos esses fatos, me pergunto: por que a CPI dos Incentivos não quer me ouvir? Acredito, sinceramente, ser uma das pessoas mais qualificadas para prestar relevantes informações e instruir essa Comissão”, argumenta.

Por fim, disparou: “Aguardo, ansiosamente, que minhas várias solicitações para colaborar sejam atendidas”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.