Por falta de repasses, merenda escolar fica prejudicada em Goiânia

Verba destinada à compra de alimentos perecíveis não é repassada desde o mês de outubro e alunos são servidos apenas com arroz e carne ou bolacha e leite

A merenda escolar da rede municipal de ensino é, mais uma vez, motivo de denúncia. Isso porque desde o mês de outubro a prefeitura de Goiânia não repassa a verba destinada à compra de alimentos perecíveis, como verduras, frutas, iogurte e ovos.

Atualmente, a refeição servida aos alunos é composta apenas por arroz e carne ou bolachas e leite, alimentos que a própria secretaria compra e entrega nas unidades de ensino.  Conforme apurado pela reportagem, em algumas escolas, os próprios funcionários é que fazem “vaquinha” para comprar ingredientes como alho, óleo e sal.

No mês passado, o vereador Clécio Alves (PMDB) usou a tribuna da Câmara Municipal para denunciar suposto caso de desvio na merenda escolar. Segundo ele, a prática ocorre desde 2015, quando o caso foi denunciado pelo Legislativo, mas se estende até os dias de hoje e teria se aprofundado.

“Tenho subsídios que comprovam que o desvio agora é maior do que antes. Estão roubando muito mais que na época do Paulo Garcia”, disse na época.

Jornal Opção entrou em contato com a Secretaria Municipal de Educação e Esporte que por meio de nota informou que o pagamento do recurso foi efetuado hoje (6/12) e que não houve desabastecimento de alimentos nas instituições.

Deixe um comentário