Por conta de erro, Serpes resolve anular pesquisa de 1º e 2º votos para Senado em Goiás

Pesquisa teria incorrido em erro ao não computar o segundo voto de senador para Demóstenes Torres (PTB) e outros dois pré-candidatos

O instituto Serpes Pesquisas de Opinião e Mercado divulgou nota nesta segunda-feira (11/6) em que informa que resolveu anular os levantamentos detalhados de primeiro e segundo votos na disputa ao Senado em Goiás.

A pesquisa teria incorrido em erro ao não computar o segundo voto de senador para Demóstenes Torres (PTB), Luana Baldy e Agenor Mariano (MDB), além de dividir por dois os votos dos senadores, quando na verdade deveria somar.

Especialistas têm alegado que a pesquisa contém vícios e não deveria ter sido divulgada pelo instituto, uma vez que o resultado ficou comprometido.

No comunicado, a direção do Serpes explicou que os registros das pesquisas são feitos por coletor eletrônico e um equívoco na configuração do equipamento acabou provocando equívocos no processamento das relações dos dois votos em separado.

Os dados gerais das intenções de voto para o Senado não se alteram e seguem válidos.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.