Por conta da greve, aeroporto de Goiânia pode zerar estoque de combustível até sexta-feira

Relatório da Infraero faz monitoramento das consequências da greve de caminhoneiros

Foto: Assembleia Legislativa de Goiás

Um relatório da Infraero desta quarta-feira (23/5) mostra que o aeroporto Santa Genoveva, em Goiânia, só tem combustível para no máximo dois dias. As cidades de Teresina, Campo Grande, Ilhéus, Foz do Iguaçu e Londrina também estão com a mesma previsão de estoque por conta da greve dos caminhoneiros.

Os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e os de Palmas, Recife, Maceió e Aracaju têm combustível suficiente para abastecer as aeronaves apenas até esta quarta-feira (23).

O alerta foi dado pelo Núcleo de Acompanhamento e Gestão Operacional (Nago), no “relatório de monitoramento da mobilização dos caminhoneiros” divulgado pelo portal G1.

Em nota, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) orienta aos passageiros com voos marcados para os próximos dias que consultem as empresas aéreas antes de se deslocarem para os aeroportos até que a situação se normalize.

Deixe um comentário