Política Nacional de Defesa faz alerta sobre possibilidades de “tensões e crises” na América do Sul

Documento do Ministério da Defesa, que será encaminhado ao Congresso na próxima semana, afirma que continente sul-americano não é mais considerado área livre de conflito

Fernando Azevedo e Silva: ministro da Defesa | Foto: Reprodução

A nova Política Nacional de Defesa (PND), que deverá ser encaminhada ao Congresso na próxima semana, apontou que a América do Sul não é mais considerada uma “área livre” de conflitos. O documento do Ministério da Defesa foi acessado pelo jornal Estadão.

O texto ressalta a possibilidade de “tensões e crises” no continente, que podem levar o Brasil a ter que mobilizar esforços para garantia de interesses nacionais na Amazônia ou mesmo ajudar na solução de problemas regionais. 

O documento de 21 páginas traz um alerta para as possibilidades de conflitos. “Não se pode desconsiderar tensões e crises no entorno estratégico, com possíveis desdobramentos para o Brasil, de modo que poderá ver-se motivado a contribuir para a solução de eventuais controvérsias ou mesmo para defender seus interesses”, diz o texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.