Policial Federal Luís Carlos Dias é assassinado por assaltantes

O policial não entregou a carteira, onde estava sua identificação, e o celular

Luís Carlos Dias, policial federal assassinado por assaltantes

O policial federal Luís Carlos Dias, cercado por assaltantes, não quis entregar sua carteira, na qual havia sua identificação, e seu celular. O integrante da Polícia Federal, aposentado, circulava pela Avenida Guignard, no Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro. Os bandidos atiraram quatro vezes, e o agente conseguiu fugir, mas morreu, 200 metros adiante, na Rua Gustavo Corção (nome de um escritor conservador). O fato aconteceu na terça-feira, 26, à noite.

A Polícia Militar esteve no local, mas não conseguiu prender os autores do latrocínio.

66 mortos

Sessenta e seis integrantes da Segurança Pública foram assassinados em 2018: 57 policiais militares, três policiais civis, dois agentes da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap), dois do Exército, um da Guarda Municipal do Rio de Janeiro e, agora, um da Polícia Federal.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.