Policiais que agrediram advogado são investigados por improbidade administrativa

Responsáveis pela agressão podem sofrer sanções como a perda de seus cargos

A 89ª Promotoria de Justiça de Goiânia instaurou inquérito para apurar a suposta improbidade administrativa que teria sido praticada por policiais militares envolvidos no caso de agressão ao advogado Orcélio Ferreira Silvério Júnior, na última quarta-feira, 21, em frente ao Terminal da Praça da Bíblia. O homem foi agredido após defender um flanelinha que estava no local, da ação de policiais. Orcélio afirma que também foi torturado durante o tempo em que ficou na delegacia para a qual foi levado depois das agressõess. 

Esse inquérito é um desdobramento das investigações e visa detectar a possível prática de improbidade por terem violado os princípios da legalidade, honestidade, moralidade e lealdade às instituições. Caso as práticas sejam comprovadas, os policiais podem sofrer sanções como a perda de seus cargos, pagamento de multa, ressarcimento do dano e suspensão dos direitos políticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.