Polícia vai à sede de programa para investigar acusação de estupro

Equipe de modelo registrou boletim de ocorrência contra Nego do Borel após repercussão de vídeos nas redes sociais.

Dayane Mello e Nego do Borel são participantes de A Fazenda. | Foto: divulgação

A equipe de Dayane Mello disse que a polícia e a assessoria jurídica da modelo estiveram na sede de “A Fazenda”, na tarde deste sábado (25), para apurar a acusação de estupro. Em uma publicação no Twitter, os administradores da conta da participante contaram que a produção do programa dificulta o acesso das autoridades.

A notícia de estupro repercutiu nas redes sociais após telespectadores do programa levantarem a denúncia. O acusado é o cantor Nego do Borel, envolvido em outras polêmicas, como agressão à ex-namorada Duda Reis.

Os administradores da conta de Dayane Mello no Twitter disseram que registraram boletim de ocorrência. Mesmo assim, a emissora não colabora para a investigação. “A Record continua dificultando o acesso das autoridades e da equipe jurídica, mesmo com a apresentação da documentação necessária e boletim de ocorrência”, escreveram na conta da modelo.

Após consultar a equipe jurídica, a emissora acompanhou as autoridades até a sede do programa. Dayane Mello foi chamada pela produção do programa.

Os administradores chegaram a postar uma notícia do site Metrópoles, pelo colunista Léo Dias, em que afirmava que o cantor será expulso do programa pela emissora. No entanto a postagem foi apagada minutos depois.

Veja a postagem na conta da modelo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.