Polícia trabalha com tese de participação de Carlos Bolsonaro na morte de Marielle, diz jornalista

Kennedy Alencar diz que a hipótese é tratada com cautela, mas que existe uma linha de investigação que vê a possibilidade

Carlos Bolsonaro, verador no Rio de Janeiro | Foto: Reprodução

O comentarista da Rede CBN de Rádio, Kennedy Alencar, disse nesta quarta-feira, 20, que a Polícia Civil do Rio de Janeiro trabalha com a possibilidade de envolvimento do vereador Carlos Bolsonaro na morte de Marielle Franco.

Segundo a linha de investigação apontada pelo jornalista, o vereador teria uma relação próxima com Ronnie Lessa, acusado de ter disparado contra Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes. Kennedy afirma que Carlos e Marielle tiveram uma discussão forte na Câmara Municipal e que “havia um clima de hostilidade entre os dois”.

Ele completou ainda que a polícia trata com cautela essa hipótese, mas que “faz parte da apuração do caso”. A morte de Marielle está há 616 dias sem solução.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.